Mestral Informática intranetartigoscursosserviçosprodutos
 

Clonando uma Partição Windows com o NTFSCLONE no Ubuntu
 
Clone

Se alguma vez o funcionamento correto do seu computador foi afetado por vírus, erros de programas, arquivos corrompidos ou algo do tipo, então você já ouviu de alguem que teria que formatar o seu computador.
Daí você pode se preparar para ficar horas ou as vezes dias sem o seu computador, dependendo do caso, para resolver você terá que levar a uma assistência técnica ou recorrer aquele seu amigo que pode fazer isso pra você, se ele for cuidadoso, ele ira primeiramente salvar seus dados como fotos, musicas, vídeos, filmes, e-mails etc, depois vai formatar sua maquina e apagar tudo que existir gravado no seu HD, incluindo erros e possíveis vírus que você tenha pego no sistema, em seguida serão necessárias algumas horas para instalar novamente o windows, os drivers que fazem funcionar o som, o vídeo, a rede que por sua vez lhe da acesso a internet e outros dispositivos dependendo da sua maquina, isso se voce tiver guardado o cd que normalmente vem junto com o PC e que quase todo mundo acaba perdendo, porque se não tiver esse cd, todos esses drivers, necessários para o funcionamento básico do computador, terão que ser encontrados e baixados da internet, qual a conseqüência disso você pode estar perguntando, simples, mais algumas horas para encontrar um site que tenha esses drivers e fazer os downloads que as vezes podem chegar a 80 Mb em alguns casos.
Então pense comigo, não seria ótimo se pudéssemos fazer tudo isso de forma mais rápida? E de preferência se nós mesmos pudéssemos fazer sem precisar recorrer a um técnico ou mesmo ao amigo, por mais prestativo que ele seja. Então, há uma forma de se diminuir muito esse tempo necessário para a manutenção e de uma forma que já fique com uma instalação tão completa quanto você necessite.
Como funciona, superficialmente a lógica é a seguinte, ao menos uma vez você terá que fazer uma instalação nova, da forma tradicional como mencionei anteriormente, e nessa instalação você colocaria todos os programas que você considera básico para o seu uso, ou seja, aquela instalação ideal, que possui todos os programas que você necessita. Feita essa instalação, então você estaria com uma instalação nova, sem erros, vírus ou qualquer outro tipo de problema, certo, agora então é a hora de fazer a copia inteira dessa instalação e para isso você usara o UBUNTU, o que é isso? Simples, “Ubuntu é um sistema operacional baseado em Linux desenvolvido pela comunidade e é perfeito para notebooks, desktops e servidores. Ele contém todos os aplicativos que você precisa - um navegador web, programas de apresentação, edição de texto, planilha eletrônica, comunicador instantâneo e muito mais” – segundo o site www.ubuntubrasil.org/, se você não entendeu é o seguinte, UBUNTU é um sistema operacional com a mesma função dos windows, na verdade ele é um dos grandes concorrentes do windows (Microsoft).
Mas como isso funciona, então, usando linhas de comando dentro do UBUNTU você tem a possibilidade de copiar toda essa sua instalação do windows, mais seus drivers, programas, jogos, enfim, tudo que você colocar na sua instalação básica, para dentro de um único arquivo de imagem, mas não confunda com imagem gráfica, tipo foto, desenho etc, não é isso, é uma categoria de arquivos que usa o termo imagem para definir uma copia de alguma coisa, daí sim, depois de feita essa “imagem”, toda a sua instalação estará dentro de um único arquivo, que obviamente terá um tamanho correspondente a sua instalação do windows, em uma instalação básica com windows xp, pacote office, nero, player de musica e filmes, acrobat, corel e photoshop por exemplo, você faria algo em torno de 4 Gb (quatro gigabytes) de dados, e é desse tamanho que ficaria sua “imagem”.
Qual a grande vantagem desse sistema? É o seguinte, da próxima vez que o seu windows der problema você pode restaurar essa “imagem” da forma completa que ela estiver, ou seja vc restaura ela e você já estará com o seu windows, drivers e demais programas instalados em menos de uma hora, imagine isso, o mesmo efeito de uma formatação com todas as reinstalações necessárias em menos de uma hora, isso é excelente, não é?
Claro que basta um pouco de concentração, e sem duvida um mínimo de conhecimento, pois algumas operações requerem alguns conhecimentos específicos que não entrarei em detalhes, coisas como fazer download, gravação de cd, usar um cd de boot, manipulação de arquivos de imagem etc, e lembre-se de que essa operação não é considerada para iniciantes em informática, então tenha coragem e determinação para aprender, e vamos ao que interessa, vamos ver passo a passo como se faz isso.


PREPARAÇÃO


- Antes de tentar criar essa imagem tenha um BACKUP de todos os seus dados, pois o processo ira manipular diretamente seu HD e suas partições e você estará correndo o risco de perder parcial ou totalmente seus dados, de preferência faça suas primeiras tentativas com um HD apenas com as instalações básicas, sem seus dados mais importantes.

- Para começar você terá que conseguir um cd de boot com o UBUNTU, copie de um amigo ou baixe da internet uma imagem ISO para gravar posteriormente em um cd, segue alguns links para o download, opte sempre por versões mais novas, no caso do UBUNTU versões como 8, 9 ou 10, não se preocupe com a linguagem, pois essa você escolhe na hora de executar ou instalar o software, esse artigo referes-se especificamente a versão 9.04, então os nomes podem variar um pouco mas os passos e os caminhos são os mesmos:

http://www.baixaki.com.br/linux/download/ubuntu.htm - Para versão Final.

http://www.ubuntubrasil.org/download-avancado/ - Vários links para download, escolha um para Estação de Trabalho x86, pode ser torrent que você precisara de um programa para baixar torrents ou pode ser link direto, a velocidade de download vai ter variações dependendo de cada link.

    - Certifique-se de que o seu computador esta “bootando” ou procurando o boot no drive de cd, para que você possa rodar o cd de boot do UBUNTU quando reiniciar o computador. Caso não der boot no cd ou se você não sabe do que estou falando procure na internet material a respeito, pois isso envolve configurações no SETUP ou BIOS da sua maquina e que se mal manipulada pode causar sérios danos ao seu equipamento.


EXECUÇÃO


1) Coloque o cd do UBUNTU que você gravou no drive do cd e reinicie o computador, após as telas iniciais em “DOS” será apresentada uma lista para você escolher o idioma a ser usado, obviamente escolha “Português do Brasil” ou algo correspondente.

Boot Ubuntu - linguagem

 Após essa escolha ao fundo terá uma tela colorida com algumas opções apresentadas em linhas, você deve encontrar algo parecido com “Testar o UBUNTU sem qualquer mudança no seu computador” e executa-la dando um Enter.

Boot Ubuntu - testar

 Então será carregado o sistema do UBUNTU, aguarde até ele apresentar a área de trabalho com seus ícones e menus superiores, quando estiver carregado será liberado o seu acesso. Agora procure o menu SISTEMA / ADMINISTRAÇÃO / EDITOR DE PARTIÇÕES e o execute com um click.
Ubuntu - editor de partições
Esse é o programa que você poderá visualizar o seu HD obtendo informações como a forma como ele esta organizado, suas partições, espaço utilizado, espaço livre, espaço total, nome e mais alguns detalhes.
Ubuntu - GParted
Talvez a imagem acima seja ligeiramente diferente da sua, aparecendo algumas divisões no retângulo verde que indica a área total do seu HD, essas divisões são chamadas PARTIÇÕES, e cada uma delas tem suas próprias características como capacidade, nome tipo de sistema de arquivo etc. O próximo passo e justamente criar uma dessas partições onde será armazenada a sua “IMAGEM” do sistema, mas primeiramente temos que abrir o console ou terminal onde digitaremos alguns comandos necessários para a operação, seguindo o seguinte caminho, no menu APLICATIVOS / ACESSORIOS / CONSOLA (terminal) de um click.
Ubuntu - consola ou terminal
Abrirá a seguinte tela, para inserção dos comandos, para melhor entendimento e para conseguirmos visualizar de uma maneira mais organizada ajuste a janela do Editor de partições e a do console/terminal de forma que fiquem numa posição fácil de serem observadas ao mesmo tempo, conforme exemplo abaixo.
Ubuntu - Terminal
    Janelas organizadas para melhor visualização de seus respectivos conteúdos.
Ubuntu - Terminal e Gparted
    Então agora vamos criar a nova partição no seu HD, na janela do Editor de partições ou GParted como na janela abaixo, clique com o botão direito do mouse sob o retângulo verde e acione o comando Redimensionar/Mover.
Ubuntu - GParted Redimensionar
    Será apresentada a seguinte tela, posicione o cursor do mouse sob o limite direito do retângulo e com o botão esquerdo do mouse pressionado arraste o limite para a esquerda, ajustando de acordo com o tamanho que você deseja deixar livre para criar a nova partição, recomendo uns 10 Gb (dez gigabytes) que é espaço suficiente para a grande maioria dos usuários que possuem uma instalação limpa com apenas alguns aplicativos básicos, lembre-se de que quanto maior sua instalação do Windows e mais programas instalados, maior deve ser o espaço que você deve reservar para criar essa nova partição, então 10 Gb (dez gigabytes) são suficientes se você tem menos de 10 Gb (dez gigabytes) instalados no seu disco ou na partição onde esta seu Windows.
Ubuntu - Gparted redimensionando
    Após ajustar o tamanho da nova partição clique em Redimencionar/Mover e o resultado será o abaixo demonstrado. Observe os seguinte campos e seus respectivos valores:

- Novo Tamanho (MB): 1522   -> Refere-se ao tamanho da nova partição, mas para você esse tamanho deve ser algo em torno de 10000, para 10 Gb (dez gigabytes);

- Criar como: Partição Primária  -> De preferência para escolher essa opção se possível, em alguns Hds talvez a única opção seja como Partição Lógica que também serve mas não é a ideal.

- Sistema de Arquivos ext3   -> Esse é um dos sistemas de arquivos usado pelo Linux, e conseqüentemente pelo UBUNTU, ele será invisível e inacessível pelo seu Windows, na verdade nem aparecerá lá em meu computador, mas isso é proposital, não teria razão para deixarmos a imagem no mesmo tipo de partição onde fica o Windows e correndo os mesmos riscos que ele corre, podendo ser acessado por vírus, exposto a erros de outros softwares ou mesmo de exclusões acidentais por parte de usuários desavisados que não tem noção do trabalho que deu para fazer aquele arquivo de imagem.

- Rótulo  -> Nada mais é que um nome para aquela partição, assim como o rótulo da outra é Sistema, ou também pode ser qualquer nome que tenha sido escolhido por quem formatou seu HD e escolheu esse rótulo, é importante apenas para uma identificação mais fácil dentro do HD.

    Depois de acertas esses detalhes clique em Adicionar.
Ubuntu - GParted adicionar
    Note que agora você tem uma divisão demarcando o final de uma partição e o inicio de uma nova, agora você deve aplicar essas mudanças, vá até o menu Editar e clique em Aplicar Todas as Operações.
Ubuntu - GParted aplicar operações
    E você ficara com algo como a seguinte tela, onde você pode observar as duas partições, a que você já tinha antes e a nova recém criada, ambas com seus rótulos, capacidades, status e demais informações. Preste atenção nas informações no centro dos retângulos, /dev/sda1 no primeiro e /dev/sda2 no segundo, essa identificação será muito importante nos próximos passos.
Ubuntu - Gparted resultado final
    Bem, agora já estamos com o local de destino da sua imagem preparado, então vamos para os comandos a serem inseridos no console ou terminal, lembre-se de seguir observando os espaços, maiúsculas e minúsculas e que depois de cada comando um ENTER é necessário para os executar:

1) sudo -i   ->  Esse comando lhe concede direito de ROOT, ou ADMINISTRADOR, ou seja, dessa forma você pode executar os comandos necessários para essa operação;

2) mount  /dev/sda1  /mnt    -> Essa linha servirá para o seguinte, o MOUNT montara o dispositivo /DEV/SDA1 que no caso é o nosso “C” onde esta instalado os Windows dentro da pasta /MNT;

3) cd  /mnt   -> CD assim como no DOS é para entrar nas pastas então estamos entrando na pasta /MNT;

4) rm pagefile.sys   -> Aqui com o comando RM estamos removendo ou apagando o arquivo chamado PAGEFILE.SYS, porque apaga-lo, ele é muito grande e será criado automaticamente novamente depois pelo seu Windows, então não precisamos gastar tempo e espaço com ele na nossa imagem;

5) cd ..   -> Com esse comando você saira da pasta /MNT;

6) umount /mnt   -> Essa linha ira desmontar a pasta /MNT que você montou antes com o conteúdo de /DEV/SDA1, para que agora possamos monta-la com outro conteúdo.

Montando partição

7) mount  /dev/sda2  /mnt   -> Agora que já desmontamos novamente o /MNT, vamos monta-lo com o /DEV/SDA2 que é a partição que criamos para guardar a imagem do sistema;

8) ntfsclone  –s  –o  /mnt/winxp_completo.img   /dev/sda1   -> Esse é o principal comando para essa tarefa, toda a preparação até aqui foi para executar esse comando, NTFSCLONE  -S  -O é o comando que clona partições NTFS, ele esta acompanhado de dois atributos, o –S e o –O cada um com suas respectivas funções, o meio da linha é /MNT/WINXP_COMPLETO.IMG, /mnt é o caminho para onde será mandada essa imagem, é a partição que criamos e que agora esta montada dentro de MNT, o nome winxp_completo.img é de sua escolha, obedecendo que deve ter um nome seguido por ponto e as letras img, isso é padrão, o final /DEV/DAS1 é justamente a origem, ou seja de onde será tirada uma copia para se criar a imagem que será guardada dentro de /MNT que por sua vez na verdade é /DEV/SDA2, não se preocupe se parecer complexo, apenas escreva corretamente os comando e se observar os detalhes dará certo.

Comando ntfsclone

    Na figura abaixo você observa a linha marcada onde consta que o processo foi completado 100% e a linha de comando volta para o prompt aguardando os próximos comandos, nesse ponto você já criou sua imagem e ela já esta guardada na sua partição EXT3.
comando ntfsclone finalizado

    Para completar o processo agora no prompt digite o seguinte comando:
dd  if=/dev/sda   of=/mnt/backup.mbr  bs=512  count=64 , depois ENTER, para executar, esse comando criará um backup da estrutura de partições do seu HD no mesmo lugar onde esta sua imagem do sistema, esse arquivo é muito útil para quando o seu HD simplesmente um dia perde as partições e você não consegue mais nem ver seus dados, apesar deles ainda estarem dentro do HD, então restaurando esse arquivo resolve-se esse problema.
Copiando trilha zero comando dd
   
Para se restaurar o backup.mbr depois de se ter montado o /DEV/SDA2 dentro de /MNT é claro, basta apenas trocar de lugar no comando a origem e o destino, ficando assim:

dd  if=/mnt/backup.mbr   of=/dev/sda   bs=512  count=64   [ENTER]

Obs: Observe bem que aqui foi usado apenas DAS e não SDA1 ou qualquer outro numero, isso porque estamos nos referindo a todo o HD e não apenas a uma partição onde daí então usaríamos os números para identificá-las.

    Depois de executar o comando DD para criar o arquivo backup.mbr dentro de /mnt você pode entrar dentro da pasta /MNT para ver se deu certo e se os dois arquivos, a imagem e o MBR estão lá dentro, siga os comandos conforme a tela abaixo e será mostrada a lista marcada em preto onde constarão o arquivo backup o arquivo da imagem winxp_completo.img e mais uma pasta lost+found que é automática do sistema mas que para você não terá utilidade. Se esses ter aparecerem é porque deu certo.

verificando

    Agora para o dia que você estiver com o seu Windows novamente com problemas ao invés de instalar tudo novamente levando horas, você poderá apenas restaurar a imagem que você criou nos passos anteriores e em menos de uma hora, se você pegar o jeito com o processo você terá seu computador pronto novamente como novo, lembre-se de salvar os arquivos e tudo mais que você precisar e que estiverem no “C” do Windows, pois a operação de puxar devolta a imagem da instalação apagara tudo que você tem nessa partição, isso inclui meus documentos, o desktop ou área de trabalho ou qualquer outra pasta perdida dentro do “C”, por isso recomendo veementemente que salve suas coisas sempre na partição de DADOS, desde que você a tenha é claro.
    Então após entrar no UBUNTU, abrir o editor de partições e o console, entre com o comando sudo –i, monte sua partição onde esta a imagem dentro de /MNT como você já fez antes e de os seguintes comandos:

ntfsclone  -r  -o  /dev/sda1  /mnt/winxp_completo.img   [ENTER]
    Se tudo estiver certo aparecerá uma janela como essa a baixo com alinha “100.00 percent completed”, então feche todas as janelas, mande reiniciar o computador, o cd do UBUNTU será ejetado e seu Windows estará como novo, pronto para pegar mais vírus, criar novos erros e sabe-se lá o que mais....rsrsrsrs  :)
comando ntfsclone restaurando


CONCLUSÃO


    Então lembre-se, o procedimento é esse, mas claro que alguns nomes e pequenos detalhes podem apresentarem-se diferentes, então tente entender o processo ao invés de somente decorá-lo, pois entendendo você poderá resolver quaisquer diferenças que apareçam, e se elas aparecerem, na internet você encontra muita informação a respeito e outros ótimos tutorias com muitas outras informações.



Giancarlo Vargas Flores
Analista de Suporte Técnico






Mestral Informática
Rua Castelo Branco, 338
Santa Rosa - RS

Fone
(55) 3512-1328
(55) 8436-0911 (vivo)

email: mestralmestral.com.br
msn: msn.mestralhotmail.com